Falar de flapes é relativamente simples. São aqueles dispositivos móveis que ficam no bordo de fuga, que são dispositivos hipersustentadores. Ok, isso já sabemos. Mas qual são suas funções além de mudar o aerofólio?

Anatomia

Claro, que você leu nosso artigo sobre como sair de um estol, certo? (Depois deixem nos comentários o que vocês acharam…) Pra começar o entendimento sobre a usabilidade dos flapes, precisamos entender o seu âmago.

Na minha opinião, o flape é um dos dispositivos mais criativos da aviação. Isso porque ele é capaz de alterar o arqueamento do aerofólio, provocando uma interessante mudança no coeficiente de sustentação, e reduzindo o ângulo de ataque.

Isso nos permite então diminuir a velocidade de estol da aeronave,e, ao mesmo tempo, aumentar o arrasto. Você se lembra que quanto maior a curvatura, maior o coeficiente de sustentação, em um determinado ângulo de ataque? Pois é..

Velocidade de Estol e Flapes

Ao estender os flapes, reduzimos a velocidade de estol pois a asa usa um menor ângulo de ataque (AOA). Assim você pode voar em um ângulo de ataque mais baixo com flapes estendidos, a velocidade de estol será menor.

Atitudes Diferentes

Sua aeronave deverá ter uma atitude completamente diferente com o uso dos flapes. Querendo ou não, quando você produz mais sustentação, você estará produzindo maior arrasto induzido. Você certamente já ouviu essa frase do seu instrutor de voo: ‘deu flape? nariz em baixo’. Ora, mas é claro… Seu objetivo é se aproximar com maior ângulo de ataque sem que sua velocidade dispare.

Flapes na Decolagem

Muitas aeronaves, especialmente comerciais de médio e grande porte, precisam dos flapes para decolar. Isso porque a grande maioria não teria potência suficiente para gerar velocidade requerida para tirar a aeronave do chão, percorrendo a quantidade disponível de pista. Isso aumentaria também os casos de tail strake, já que os pilotos poderiam tentar tirar a aeronave do chão antes da velocidade correta de rotação, ou mesmo porque está chegando o final da pista. Quem já viu a decolagem do 707, sabe do que estou falando…

Os flapes requeridos para decolagem de uma aeronave variam basicamente com o tamanho do campo, o peso de decolagem, a temperatura (assumida e no momento), e a pressão. Um Boeing 737 usa geralmente flapes entre 5 e 15 graus, mas apenas uma questão de performance o limita decolar com flape 1 a 25. De fato, até em um Cessna, 10 graus de flape são recomendados para decolagem, e estando a 400 pés… ‘Flaps – Up, Lights – Off, Engine Instruments… OK’

Para o pouso, geralmente usa-se entre 25 e 40 graus de flape em Boeings. Em aeronaves de pequeno porte, flapes aplicados muito antes de sua real necessidade não custam tanto como em aeronaves comerciais de grande porte. Isso porque os benefícios aerodinâmicos, não compensam o arrasto induzido, e a penalidade será o maior uso dos motores, logo, maior consumo de combustível.

Qual o momento ideal para aplicar os flapes?

Simples. É o momento que sua razão de decida começa a disparar sua velocidade, e para você manter o razão de descida necessária, usará o dispositivo para lhe auxiliar. É uma balança entre sua velocidade, motor aplicado e razão de descida. Aplicar flapes e motor, é um erro ideológico, mas não um pecado mortal. Apenas está apertando o acelerador e o freio ao mesmo tempo.

Devo pousar com ou sem flapes?

Durante o treinamento, aprender a pousar em todas as condições é importante. Mas no dia a dia, o seguro é pousar com flapes, que deverão variar conforme sua necessidade, condições meteorológicas, ou mesmo performance da aeronave. Além de permitir uma menor velocidade de aproximação, o flape te ajudará a descer o avião com ângulo de planeio maior, podendo tocar mais próximo a pista, e melhor aproveitando a pista.

Concluindo

Dentro do POH (Pilot’s Operating Handbook) de sua aeronave você encontrará mais informações sobre como obter uma maior performance dos flapes de sua aeronave.

Fly safe, folks.

 

One Response

  1. Alaerte zago

    Gostei da licao, mas se fosse possivel poderia simplificar mais o idioma pra ficar mais facil de entender, se possivel em portugues. Estou. Montando um pequeno ultra leve motorizado e suas informacoes estao me auxuliando muito, pois estou em uma regiao muito longe de metropolis e muita floresta , diga se dificil de frequentar uma aula presencial. Obrigado pela contribuicao de voces no meu projeto

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Free WordPress Themes, Free Android Games