Yo yo folks.

Aah meus caros… Nada mais reconfortante para um estudante que as palavras ‘TCC entregue’. Finalmente, consegui cumprir minha meta pessoal de escrever um discurso científico. Pessoalmente, acho que a aviação no Brasil é muito pobre em sabedoria, mas não em conhecimento, ou seja, know-how. Os pilotos brasileiros são muito ‘pé e mão’, mas deficientes teoricamente.

Sempre ouvi esse exemplo de meu mentor: pegue uma turma de PLAs atuantes, e os questione: ‘O que é um estol? Se 75% responder corretamente sem ter revisado o conteúdo, eu paro de lecionar’. Mas a maioria responderá: ‘o estol é causado pela perda de velocidade ou por um ângulo de ataque alto’. Ok.. Mas o que é!? ‘o estol ocorre quando o ar não passa…mimimi’ Mais uma vez: o que ele é!? Poucos deles responderá: ‘o estol é o descolamento do filete da camada limite’.

Mas isso não se deve a um problema com os pilotos em si, mas algo cultural brasileiro. Estudamos por obrigação, não por prazer. Estudamos o conteúdo dos cursos de piloto para passar na banca, não porque ele nos a sermos melhores na prática. Quando chegamos à linha, não estudamos o conteúdo para tornar nosso voo mais fluído, mas sim para passar nos cheques, e continuarmos empregados.

Estudamos baseados em provas, e não em referências bibliográficas. Daí surge o ‘pano preto’. Quem sabe, não gosta de falar, não sabe explicar ou ainda não quer fazer nenhum dos dois, porque ele acha que isso é o diferencial dele. Brother.. para. ‘Tá feio.’

Vocês devem estar se perguntando: o que isso tem a ver com o título do texto, não é? Bem, tudo na realidade. Porque a maioria de vocês entrou nesse texto buscando um passo a passo mais ou menos assim:

Curso de Maquiagem Avançada (CMA)

Comece pelo CMA. Não pelo falo de ser um exame obrigatório. Mas sim porque você será seu próprio capital humano. Ao terminar os cursos, você valerá ao menos R$ 100 mil, e este certificado é capaz de invalidar cada centavo investido na sua formação. Então, sim, faça o CMA, descubra o que pode te afetar hoje, e no futuro. Além disso meu jovem padawan, caso tenha um problema de saúde latente, poderá cuidar dele a tempo de invalidar sua vida profissional e seu sonho.

Curso Teórico

Quando meu amigo pediu que eu escrevesse sobre isso, e eu enviei o artigo, ele disse: ‘eu pensei que iria fazer da forma padrão sabe!?’ Bom folks, eu não sou assim. Eu descordo destes passos teóricos. Para mim são formulações prontas, mas entenda que eu esteja falando que não são obrigatórios. Mas sim, porque entendo que eles devam ser executados de uma maneira diferente, assegurando aderência ao conteúdo.

Sabia que em Portugal os pilotos-alunos ficam um ano estudando a teoria para depois irem para a formação prática? Sabia que nos EUA, você deve conhecer todo o seu equipamento antes de sair para o voo? Eu disse TODO! Aqui, se questionarmos a faixa operacional da temperatura do óleo na primeira hora, o aluno treme na base. O curso teórico é importante porque trata-se de proficiência teórica, ou seja, o que você sabe fazer com o conhecimento que tem para voar seu voo, com segurança.

Aqui entra um pensamento de um general chinês de 2.500 anos atrás: conheça a si mesmo e o seu inimigo e nunca correrá perigo. Questione-se: eu sou um aluno estudioso e dedicado? Muitos de nós nunca aprendemos a estudar, e sim fomos ensinados a estudar para provas. Então desenvolver um hábito de estudo por vezes é muito complicado, confesso. Por isso, persistência, planejamento, anotações e uma leitura interativa são muito eficientes. Já falei disso, lembra-se? Se não, leia Como estudar (melhor) para aviação.

Então partindo desse princípio, conhecemos nossa limitação. E quem é o inimigo no contexto? Ora, as 5 matérias do curso de piloto. Entenda inimigo, por tratar-se de estratégia de combate de guerra, mas na realidade, são matérias comuns. O que poucos falam é que aerodinâmica é pura física, conhecimentos técnicos envolve química, meteorologia e navegação envolve matemática. O problema é que o piloto aluno chega no aeroclube sem saber fazer uma ‘regra de três’. Sabendo disso, que tal antes de começar o curso não revisar alguns conceitos básicos?

 

Banca ANAC

Então Srs., eu gostaria de questionar o seguinte: vocês estariam confortáveis voando em uma aeronave cujo o piloto em comendo tem um preparo teórico questionável? Pois é. O primeiro passo para se tornar piloto não é cumprir obrigatoriedades. O primeiro passo é estratégia. Quando você define uma estratégia de carreira, pode planejas as jogadas do seu xadrez de vida com mais assertividade.

Planejar seu estudo para ANAC é simples. Tem matérias que nos cansam mais que outras, mas todos nós devemos ter um nível técnico semelhante. Por isso, crie um planejamento de estudo, definindo o que irá estudar em cada dia. Para criar seu hábito de estudo é necessário estabelecer uma deixa: algumas horas do dia que vai dedicar especificamente a estudar para algum conteúdo previamente planejado.

Quando eu estava me preparando para minha banca da ANAC, eu me deparei com algo extremamente simples, mas muito eficiente: bullet journal. É um caderno qualquer onde você cria uma agenda esteticamente bonita. Ele é simples e muito eficiente. O melhor, você cria regras que se adaptam a seu dia. Eu vou criar um post no 85kt* falando só sobre como criar um bullet journal aeronáutico.

No meu estudo também usei muito da técnica de pomodoro. Ela divide seu estudo em seções de 25 minutos com descansos, e te ajuda a manter o foco de uma maneira bem simples e eficiente. São técnicas alinhadas a um planejamento bem estruturado que farão com que haja solidez do conteúdo. Isso quer dizer, poderão se passar anos, mas ainda se lembrará do modelo da hélice do seu avião. (1A103TCM6956)

Planejamento é essencial. Com ele poderá criar inclusive uma estratégia financeira para pagar a horas, e até ter um plano B. Quer ver? Uma excelente estratégia é por volta de um mês do início das aulas teóricas fazer uma, ou duas aulas por mês para assimilar o conteúdo teórico com mais facilidade. Isso garantirá que o tempo investido nos cursos seja bom, e seu desempenho na banca será ainda melhor.

Horas práticas

Piloto Privado você já debe saber é a primeira etapa da formação. Eu defendo algumas coisas para um bom curso, tais como a experimentação do curso, um bom planejamento e compromisso com cronograma, métodos que desenvolvam suas habilidades, avaliações coerentes, e materiais de qualidade. Mas muitas vezes, os cursos teóricos são excelentes, mas as escolas práticas, nem tanto. Seja por um preço demasiado alto, ou mesmo pelas nossas limitações financeiras. Então, outro post: 5 dicas para reconhecer uma boa escola de aviação

Ah Duque! Mas já estou no Pensa que Comanda (PC). Kkkk… Bem eu começaria revisando tudo. Pegaria os livros, faria novos resumos, e especialmente destroçaria o livro de regulamento. No PC, normalmente saímos do ninho, e começamos a alçar voos mais completos, manobras mais técnicas e situações meteorológicas avançadas. Uma boa escola de aviação reconhece que você aprendeu a voar corretamente no PP, e que neste momento, seu instrutor está ali apenas para ser teu passageiro, e mentor. Ou seja, ‘tu tá solo’. Seu INVA não está ali para te ensinar a manobras, mas sim aprimorá-las.

Porque eu começaria estudando? Porque quando eu me encontrar em uma situação inesperada, inadvertida, minha proficiência técnica me permitira ter mais assertividade na escolha tomada, sem ficar sobrecarregado com ‘não saber o que fazer’, pois nunca estive naquela situação anteriormente. Como ‘pensa que comanda’, você deve desenvolver um hábito de estudos. Deve ler manuais, conhecer sua aeronave, seu espaço aéreo… Não se contente com livros ilustrados. Pegue a MCA, a IAC… Vire-as do avesso, chacoalhe até que caia o último saber. Tenha certeza que tem proficiência técnica, e deixe que a experiência do PC lhe ajude com o desenvolvimento prático.

Bem amigos, espero que tenham gostado. E peço desculpas pela área de comentários do site que estava desativada. (kkk…) Na realidade, meu acesso administrativo dava acesso, mas aparentemente, ela não estava ativa para vocês. Desculpe por isso.

* Gostaria de aproveitar a deixa para falar de um projeto que estou desenvolvendo: o 85Kts. O projeto será uma descrição de tudo o que irei fazer no meu curso de piloto comercial. Desde o CMA, até as horas. O que fiz em cada hora, entre outras coisas. Incluirei fotos e vídeos, mas especialmente gostaria de convidar-lhe a ser meu passageiro neste curso.

Bem, é isto. Fly safe, folks.

 

Comentários

comentários