RIO DE JANEIRO – A Atech, empresa do Grupo Embraer, vai apresentar no IBAS 2017 (International Brazil Air Show), que acontece de 29 de março a 02 de abril, no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, o seu mais novo sistema voltado para aprimorar cada vez o segmento de tráfego aéreo no Brasil.

LEIA TAMBÉM: Avianca Brasil recebe o seu primeiro Airbus A330-200 de passageiros

Trata-se de um aplicativo que vai possibilitar de forma integrada a submissão das mensagens de planos de voo em plataformas móveis de IOS e Android. No evento, a empresa irá demonstrar como funcionará a solução, que já vem sendo testada. O público também vai conferir como os planos de voos já vem sendo inseridos com sucesso via web.

Referência internacional quando o assunto é gerenciamento do tráfego aéreo, a Atech inova e busca melhorar, otimizar e oferecer ainda mais segurança a um setor que cresce a cada dia. No Brasil, são cerca de três mil voos diários. Somente em São Paulo, são 700 mil movimentos/ano, segundo o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo).

Antes dos Jogos Olímpicos de 2016, os planos de voos eram preenchidos manualmente em formulários ou comunicados via telefone – o que demandava um grande tempo para os pilotos e companhias aéreas obterem respostas se as informações estavam de acordo ou não. Atualmente, o processo é realizado via internet, garantindo agilidade no compartilhamento das informações, disponibilizadas em tempo real. Todas as informações são processadas pelo SIGMA (Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos), também desenvolvido pela Atech. O sistema é o principal aliado do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), da Força Aérea Brasileira (FAB), e opera de forma contínua a fim de garantir o balanceamento entre a capacidade de atendimento do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e a demanda de movimentos aéreos.

Cabe destacar que, agora, com o envio qualificado dos planos de voo e a sua validação integrada através do cruzamento de dados de diversos órgãos do setor, se elimina a incidência de erros e se oferece ao piloto uma apresentação robusta das informações do seu voo. Assim, certas incompatibilidades que outrora podiam até impedir a realização de algum voo são identificadas antecipadamente e se reduz significativamente a necessidade da intervenção corretiva dos operadores da FAB.

“Inovar, apresentando melhorias aos sistemas já existentes e desenvolver novas tecnologias para garantir a integração das soluções e a modernização do sistema de tráfego aéreo brasileiro é uma das preocupações constantes da Atech. Trabalhamos com o objetivo principal de garantir, cada vez mais, eficiência e segurança ao setor. Somos responsáveis pelo desenvolvimento e modernização de todo o sistema de tráfego aéreo no Brasil e isso faz de nosso dia a dia uma busca contínua para apoiar o trabalho de todos que atuam no transporte aéreo do país”, conclui Edson Mallaco, presidente da Atech.

Redação – Aeroagora

- Anúncio -
RWY
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here