RIO DE JANEIRO – A INFRAERO apresenta suas principais oportunidades de negócios no Aeroporto de Congonhas (CGH), que receberá nesta quinta-feira (30) a sétima edição do “Voo de Negócios”, evento da estatal para buscar parcerias com empresários interessados em iniciar um empreendimento nos terminais de passageiros, em áreas externas e operacionais, além de negócios em soluções logísticas.

LEIA TAMBÉM: Bielorússia adquire segundo lote de Helicópteros Mi-8 em abril

Os aeroportos administrados pela empresa estarão divididos em cinco regiões e vão apresentar os 2,5 mil pontos comerciais nos terminais de passageiros, sendo 958 disponíveis pelo Brasil, e que podem oferecer produtos e serviços aos passageiros, funcionários e frequentadores.

O potencial se destaca pela receita comercial da INFRAERO e pelo volume de negócios prospectados nas edições anteriores do “Voo de Negócios”. Na arrecadação do ano passado, a empresa obteve R$ 1,145 bilhão com os contratos de concessão comercial nos segmentos de alimentação, varejo e serviços. Só no Aeroporto de Congonhas, que tem 121 pontos comerciais e está com 26 deles livres, a receita foi de R$ 161,27 milhões. Quando se fala em prospecção de valores, as seis edições já realizadas do evento apontam para quase R$ 120 milhões em contratos que podem ser viabilizados, conforme sinalização do empresariado que participou dos encontros.

“A Rede INFRAERO movimentou 104,8 milhões de viajantes e 1,58 milhão de pousos e decolagens por todo o Brasil. Tratam-se de clientes que sempre têm demandas a serem atendidas por lojas, prestadores de serviços ou ações eventuais, já que são pessoas e empresas que estão em viagens de negócios ou de lazer”, argumenta Claret.

Redação – Aeroagora

- Anúncio -
RWY
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here