SÃO PAULO A companhia aérea Emirates anunciou nesta sexta-feira (24) que vai fornecer um serviço gratuito de embalagem e manuseio para passageiros em voos atingidos pela proibição dos EUA sobre dispositivos eletrônicos maiores do que um smartphone padrão.

LEIA TAMBÉM: GOL Linhas Aéreas espera crescer 18% em 2017

A Emirates permitirá que os passageiros se apeguem aos laptops e aos tablets após o check-in até o momento do embarque, quando o pessoal de segurança das portas embalará os dispositivos em caixas e os carregará no avião.

“Nosso novo serviço gratuito permite que os passageiros, especialmente aqueles que voam para negócios, tenham a flexibilidade de usar seus dispositivos até o último momento possível”, disse Tim Clark, presidente da Emirates.

Os dispositivos serão devolvidos aos seus proprietários após a chegada nos Estados Unidos.

A proibição de laptops e tablets pelos EUA aplica-se a voos de 10 aeroportos da região, incluindo voos diretos para os Estados Unidos, a partir do Aeroporto Internacional de Dubai (DXB) e do Aeroporto de Ataturk (IST) em Istambul.

As companhias aéreas dos EUA não operam voos diretos fora dos aeroportos incluídos na proibição.

Uma proibição similar britânica abrange todos os aeroportos na Turquia, Jordânia e outros quatro países, mas não os Emirados Árabes Unidos.

Ambos os países citam ameaças credíveis à aviação civil da Al-Qaeda e do grupo do Estado islâmico como a razão para a proibição. Eles tem sido alvo de críticas por atingir países majoritariamente muçulmanos.

As proibições oficialmente entrarão em vigor neste sábado (25).

Redação – Aeroagora

- Anúncio -
RWY
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here