Justiça Federal de SP suspende a cobrança de bagagem

0

BELO HORIZONTE – Na tarde dessa segunda-feira (13) a Justiça Federal de São Paulo concedeu uma liminar que suspende a cobrança extra pelo despacho de bagagem. A norma da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) entraria em vigor amanhã.

LEIA TAMBÉM: Emirates e Etihad Airways conversam sobre possível fusão

 

Na decisão, o juiz José Henrique Prescendo reconheceu que “não pode a ANAC, como entidade integrante da estrutura do Poder Executivo, editar resolução que ignore esse dever do Estado, cuja eficácia presume a existência presume a existência de normas que assegurem ao consumidor um mínimo de direitos que dependam das goas inteções dos fornecedores e ou dos prestadores de serviços, representando tais direitos, os limites da liberdade de iniciativa”.

O juiz na liminar também afirmou que qualquer alteração deve ser amplamente discutida de forma pública através de audiências públicas, com participações das empresas aéreas, ANAC, instituições de defesa do consumidor e o MPF.

A Gol Linhas Aéreas, LATAM Brasil e Azul Linhas Aéreas Brasileiras já haviam decidido preços pelo despacho de bagagens, mas apenas a Avianca Brasil havia informado que não iria não cobrar por despacho de bagagens no início da vigência da nova resolução, pois preferiria estudar a questão mais profundamente durante os próximos meses.

Apesar da suspensão da cobrança de bagagem, fica mantida as franquias de 23 quilos para voos domésticos e duas malas de até 32 quilos, para os voos internacionais.

Redação – Aeroagora

RWY

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here