Brasil bate recorde de transplantes de coração com apoio da FAB

0
Foto: Alex Pelicer

BELO HORIZONTE – Em 2016, o Brasil bateu recorde nos transplantes de coração, com mais 357 procedimentos realizados. Em junho de 2016, o Decreto nº 8.783, assinado pelo Presidente Michel Temer, viabilizou um aumento de 13% dos transplantes, passando de cinco, em 2015, para 46 os órgãos transportados somente pela Força Aérea Brasileira em 2016.

LEIA TAMBÉMDia da Mulher: Entrevista exclusiva com Paula Babinski

De todos os órgãos transportados pela FAB, a soma resultou um aumento de 3.340%, saltando de cinco, antes do decreto, para 172, sendo coração, fígado, pulmão e rim, após a publicação da lei. O decreto estabelece que a Aeronáutica mantenha um avião da FAB em solo à disposição para qualquer chamado de transporte de órgãos ou paciente em espera de transplantes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, e o Presidente da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos, Roberto C. Manfro, divulgaram os dados na última quinta-feira (9). Barros afirma que “o Brasil tem avançado cada vez mais na área de transplantes. Em 2016, com a assinatura do Decreto do Presidente Michel Temer, demos um importante passo. Esse esforço conjunto do Governo Federal para garantir a logística de órgãos para transplante, já salvou 162 vidas”.

Em 2016, também foi registrado o maior número de doadores efetivos da história, tanto em números absolutos quanto pela taxa por milhão da população: cerca de 2.983 doadores, que representa uma taxa de 14,6 PMP, 5% maior em relação a 2015. Em dezembro de 2016, havia 41.042 pessoas aguardando por um transplante, sendo 24.914 para rins. Já a taxa de aceitação familiar em 2016 foi de 57%. Em relação os anos anteriores: 2013 – 56%; 2014 – 58%; e 2015 – 56%.

Entre 2010 e 2016, houve aumento de 19% no número geral de transplantes. Destaque para quatro órgãos: além do coração, rim aumentou 18%, fígado 34%, medula óssea 39% e pulmão 39%. Além disso, houve crescimento de 103% no número de potenciais doadores entre 2010 e 2016, passando de 4.997 para 10.158.

Redação – Aeroagora

RWY

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here