Força Aérea dos Estados Unidos poderá comprar aviões da Embraer

1
Foto: Sargento Rezende / Força Aérea Brasileira

BELO HORIZONTE – A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) estuda a compra dos novos Embraer A-29 Super Tucano para missões leves. A escolha foi feita para reduzir custos em missões aéreas referentes às aeronaves usadas atualmente, como o Lockheed Martin F-16 Fighting Falcon ou Boeing F/A-18E/F Super Hornet.

LEIA TAMBÉMPassaredo retoma operações no Aeroporto Santos Dumont

A USAF enfrenta dois problemas: a falta de pilotos e os jatos cada vez mais velhos. A carência de pilotos militares começa a se configurar como uma crise. Os Generais da Força Aérea Americana querem uma solução que não exija grandes lances de tecnologia que já existam e que seja de fácil disponibilidade.

As forças armadas já realizaram experiências práticas com uma aeronave bimotora, como o North American OV-10G Bronco, sobrevoando por horas o rio Tigris no Iraque, acompanhando militares inimigos em canoas, antes de realizar ataques com mísseis guiados por laser.

A USAF estima que o custo horário de um A-29 seria de alguns milhares de dólares, de US$ 18.000 de um jato de ataque A-10. Outros custos horários: US$ 19.000 para o F-16, US$ 24.000 para o F-15E e US$ 62.000 para o F-22. Os exemplares turbo-hélices serão enviados para aliados no Afeganistão e também a outros aliados. A USAF usa o Beechcraft AT-6 Texan II, em que os militares já utilizam para treinamento de pilotos.

Redação – Aeroagora

RWY

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here