Piloto nega alteração na matrícula de helicóptero acidentado

0
Fonte: TV TEM

UBERABA – O piloto do helicóptero que caiu na sexta-feira (13) em Buritama (SP), negou ter adulterado o prefixo da aeronave. O CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) afirmou que o helicóptero é clonado.

LEIA MAIS: Aeronave que caiu em Paraty estava com a manutenção em dia

O piloto não explicou para polícia como o prefixo que estava na aeronave que ele pilotava era de outro helicóptero. Quando os técnicos do CENIPA chegaram no local do acidente para fazer a perícia, descobriram que a aeronave era clonada. A investigação foi transferida para a Polícia Civil.

Antônio Carlos Franco prestou depoimento nesta sexta-feira (20). Ele disse também que a aeronave que caiu na semana passada é a mesma do acidente ocorrido no fim de 2014. Ele também estava pilotando naquela ocasião.

No depoimento para o delegado Ademir Sanches, o piloto assumiu que não tem registro na ANAC para pilotar helicópteros e que depois do primeiro acidente o helicóptero foi reformado e voltou a voar.

O acidente
O helicóptero caiu na tarde de sexta-feira (13) na região rural de Buritama, próximo ao rio Tietê. De acordo com os bombeiros, duas pessoas estavam na aeronave.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Birigui (SP), os dois passageiros foram socorridos por moradores da região e levados para a Santa Casa de Buritama.

Testemunhas disseram para a polícia que o acidente foi por volta das 17h. O helicóptero decolou de um clube, a dois quilômetros da queda. Moradores do local ouviram barulho da aeronave, que tentou pousar em um pasto, mas não conseguiu. Ao tentar pousar em outro local, acabou batendo em um fio de alta tensão e caiu.

Redação – Aeroagora

RWY

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here