Boeing prevê 200 mil vagas na aviação do Oriente Médio nos próximos 20 anos

1

RIO DE JANEIRO – Companhias aéreas nos Emirados Árabes e no restante do Oriente Médio irão precisar de 200 mil pessoas para dar conta da crescente demanda de entregas de aeronaves pelos próximos 20 anos, de acordo com a Boeing.

LEIA TAMBÉMGOL e Delta Air Lines comemoram cinco anos de parceria

O relatório divulgado na quarta-feira (7) prevê que a indústria local de aviação irá precisar de aproximadamente 92 mil tripulantes, 58 mil pilotos e 66 mil técnicos. O recrutamento de pessoal na região será um dos maiores do mundo.

“Continuamos a enxergar necessidades significativas de novos pilotos e técnicos de manutenção. Isto se traduz em excelentes oportunidades de carreiras para aqueles interessados na indústria da aviação”, afirma Sherry Carbary, vice-presidente da Boeing Flight Services, ao Gulf News Aviation.

As companhias aéreas dos Emirados Árabes continuaram a contratar funcionários este ano, acompanhando a expansão da frota e a inclusão de novos destinos. A Etihad Airways, que espera que suas rotas aumentem de 123 para 179 entre 2016 e 2025, começou a recrutar pilotos em toda a Europa em novembro. A Emirates tinha projetado anteriormente contratar de 400 a 500 pilotos ou um total de 10 mil novos colaboradores em 2016.

Redação – Aeroagora.

RWY
Compartilhar
Estudante de Administração na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Técnico em Telecomunicações desde 2002 e profissional de comunicação, especialmente de rádio, desde 2006.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here